Acessar o site
Biologia Vestibulares

UERJ: Como Biologia é cobrada?

Sabemos que reta final de prova é a hora de revisar tudo aquilo que é essencial. Por isso, fizemos um post te contando quais assuntos de Biologia você precisa revisar para dar uma voadora na cara da UERJ.

Autor Representação de uma pessoa Matheus Data Representação de um calendário 26/11/2019 Tempo Representação de um relógio 6min  de leitura

Considerada uma das melhores universidades do Brasil, a UERJ sempre é uma dificuldade para os alunos. Com uma prova diferente e complexa, passar em seu vestibular requer dedicação e atenção de todos os vestibulandos.

UERJ em um gráfico

Mesmo não sendo sinônimo de certeza, entender os principais assuntos cobrados pelos vestibulares pode ser uma ótima maneira de se preparar para eles. Por isso, decidimos analisar os últimos 10 anos das questões discursivas da UERJ.

Se você está estudando para esta prova, provavelmente não é nenhuma novidade que existe um grande foco na biologia humana. Assim, quase 1/3 das questões da última década envolviam pelo menos um dos sistemas da fisiologia humana.

Gráfico mostra 5 conteúdos que mais caem na prova da UERJ
Diferente do Enem, a UERJ normalmente cobra pouco sobre o tema de ecologia.

Empatados em segundo lugar, estão os temas de citologia e genética. Ambos representando 14% da prova, quase todas as questões se relacionam de alguma maneira às células e o material genético dos seres humanos.

Porém, para entender um pouco mais sobre a prova, é necessário analisar mais fundo. De maneira geral, as questões tendem a ser diretas, procurando sempre que o aluno entenda o conceito pedido e responda de forma objetiva. Explicado isso, vamos analisar os 3 principais assuntos da UERJ.

Fisiologia Humana

Normalmente associando conceitos teóricos com gráficos e imagens, fisiologia é quase uma certeza na prova discursiva da UERJ. Desde de 2010 as provas apresentam ao menos duas questões sobre o tema. Inclusive, muitas vezes elas estão relacionadas à citologia e a outras áreas da Biologia.

Em relação ao conteúdo específico, a prova tem um favoritismo pelos sistemas digestório, endócrino e excretor. Juntos, esses três sistemas correspondem a mais de 50% do que cobrado nessa área de conhecimento. Outro sistema para ficar atento é o respiratório, que mesmo não sendo cobrado nos últimos anos, foi muito recorrente até 2014.

Imagem mostra o sistema digestório.
Entender como funciona cada órgão do sistema digestório é fundamental para a prova da UERJ.

Por isso, agora é necessário entender as questões. Normalmente com conceitos diretos, a prova da UERJ procura candidatos que consigam analisar o problema e responde-lo de forma precisa. Além disso, é fundamental que o aluno esteja atento às diferenças hormonais tanto em função como em concentração ao longo do tempo.

Citologia

Assim como a fisiologia humana, a UERJ deixa nítido uma preferência por alguns assuntos dentro das matérias de citologia. Representando sozinha 50% sobre as questões do tema, a fisiologia celular é imprescindível para todos os vestibulando que desejam fazer essa prova.

Imagem mostra algumas células.
Além de saber sobre o funcionamento da célula, é necessário entender seu processo de divisão.

Geralmente associada a temas de atualidades, a fisiologia celular engloba todo metabolismo celular, especialmente a funcionalidade das organelas.  Entender a função de cada uma delas e como elas se relacionam com o resto das células é decisivo para acertar questões desse conteúdo na UERJ.

Além disso, com uma representação um pouco menor nas questões da prova, a bioquímica celular necessita de uma atenção especial. Isso porque, além de não ser um tema comumente cobrado em questões discursivas, ela traz união com diversas áreas, necessitando realmente compreender a função do grupo de moléculas.

Genética

Inegavelmente tão importante como as demais áreas, a genética sempre é um tema complicado para os alunos. Mas, diferente de muitos vestibulares, o foco da UERJ não são as leis de Mendel e suas derivações diretas. Para estar pronto para as questões discursivas dessa universidade, é necessário focar em engenharia genética e genética molecular.

Ainda que dito como temas complexos, a genética molecular nessa prova está longe de ser realmente difícil. Sempre abordando ideias contemporâneas, as questões buscam aplicações inteligentes dos conceitos básicos de DNA e RNA.

Imagem mostra uma fita de DNA, assunto que aparece na UERJ.
O DNA é constituído por 4 bases nitrogenadas: Adenina, timina, guanina e citosina.

O mesmo ocorre com as questões de engenharia genética. Sem cobranças nos últimos 10 anos de temas clássicos como clonagem e transgenia, o vestibulando deve entender como podemos modificar partes do DNA em prol de melhorias gerais para o ambiente e os seres vivos, incluindo os seres humanos.

Porém, preste atenção! Temas menos comuns, como genética de populações aparecem de forma realmente complicada na prova. Então, para cursos concorridos é fundamental você estar preparado para não errar os cálculos de Equilíbrio de Hardy-Weinberg e similares.

Quer saber mais? Baixe o nosso eBook com os 5 conteúdos mais cobrados na prova da UERJ:

eBook: Biologia na UERJ

Preencha os espaços abaixo e receba o nosso material gratuito!

Seu eBook foi enviado para o seu e-mail.
Não deixe de checar sua caixa de SPAM e seguir o @biologiatotaloficial nas redes sociais. Bons estudos 🙂

PALAVRAS-CHAVES: Citologia ecologia fisiologia Genética uerj vestibulares